Assinatura RSS

Arquivo do autor:biabraga

Reduto de bambas em Pernambuco

Publicado em

Poucos brasileiros precisam mais do que amigos reunidos e muito samba para  ser feliz.  A receita, com um toque a mais de profissionalismo, é o que dá a vida à Mesa de Samba Autoral, um reduto do ritmo na terra suassuna. Os vértices principais do grupo chamam-se Paulo Perdigão, Selma do Samba, Rui Ribeiro e Tadeu Jr, que fazem coquetéis de samba de breque e de raiz misturados ao afoxé e maracatu. Na roda, entram instrumentos de sopro, banjo, cavaco, violões e bandolim.

Como já previsto no nome, a melhor novidade é que a roda faz questão de valorizar as composições próprias.  O coletivo de samba, na verdade, sucedeu ao Movimento dos Compositores de Samba em Pernambuco, que, além de ser uma corrente disposta a divulgar novas produções, pretendia ser uma alternativa  em meio a hegemonia do pagode em solo pernambucano.

 

O Movimento acabou  sendo especialista em descobrir muitos bambas do samba do Estado, a maioria desconhecidos pelos leigos, mas que tinham o pé fincado nas Escolas de Samba locais e nacionais. Famoso por agregar artistas, o grupo viu muitos talentos cantarem junto à roda. Foi aí, nessa mania de cantar em conjunto que a Mesa de Samba Autoral ganhou nome e padroeiro: São Jorge. O santo emblema da batalha contra o dragão das adversidades nunca é esquecido quando os sambistas se encontram.

Durante os cinco anos de vida, a roda vem promovendo ensaios e apresentações regulares, reciclagem de alguns participantes e parcerias com grupos e solistas. O coletivo não é assim caracterizado por acaso: todas as decisões são tomadas em conjunto, tendo sempre como norte principal a bandeira da defesa dos compositores da terra.

A roda é, pois, um grande exemplo que o samba ainda é a linguagem que conecta os vários setores sociais, a alma da comunidade e a referência da independência local.

Para ouvir: Mesa de Samba Autoral no Oi Novo Som

Blog do Coletivo: Mesadesambaautoral.blogspot.com.br

Facebook: Mesa de Samba no Face

Produtora: Dani Bastos |  81 9133.3571 | danibastos30@gmail.com

 

Zé Manoel e toda sua brasilidade no Teatro Santo Isabel

Publicado em

Para quem gosta de boa música e conhecer coisas novas, aqui vai uma excelente dica para o final de semana e, também, para adicionar aos favoritos na setlist individual. É o pernambucano Zé Manoel, que traz um trejeito flertado com o soul, mas um alma completamente brasileira. Quem ouve essa voz, certamente não a esquece.

Para os que já o conheciam, certamente estão inclinados a prestigiar o cantor no Teatro Santa Isabel, amanhã (5), no lançamento de seu cd.

O artista traz na mala, desde Petrolina, quando aprendeu a ser pianista aos 11 anos, referências como Ernesto Nazareth, Tom Jobim, Chico Buarque, Zequinha Abreu e Dorival Caymmi. Dá pra notar.

Mais uma “palinha” do cantor:

Sol das lavadeiras

Fantasia de um alecrim dourado

Samba tem

Acabou-se assim

Curtiu? Dá uma sacada no site, no myspace do artista e se delicie:

http://zemanoel.com.br/

http://www.myspace.com/zemanoel/music/songs/sol-das-lavadeiras-40-ze-manoel-e-mavi-pugliesi-41-81687749

– Show de Zé Manoel  amanhã, às 21h, no Teatro de Santa Isabel (Pç. da República, Santo Antônio). Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia), à venda no local do evento, Bogart Café e Passadisco. Fone: 33553322.

%d blogueiros gostam disto: